Banner Encom

NOTÍCIA

Redução de custos no governo federal

Presidente estuda instalar usinas solares em órgãos públicos

01/10/2019

Redução de custos no governo federal

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) anunciou em seu Instagram que vai instalar microusinas fotovoltaicas nos prédios anexos à Explanada dos Ministérios, em Brasília, como parte dos projetos para redução de gastos de energia no setor público. A postagem diz que a revisão de contratos e geração de energia solar pode diminuir custos em até 90%.

O ministério da Economia vai oferecer um portal, informações gerenciais para readequação contratual, visando a redução de gastos com consumo de energia. Seis órgãos da administração direta iniciaram revisões contratuais, que preveem redução de R$ 2,6 milhões por ano. Com base nessas informações, outros órgãos e instituições públicas federais poderão identificar medidas e acompanhar a implantação das  soluções. O portal vai ter os dados de consumo de todos os órgãos.

A medida do presidente vai ao encontro de duas propostas do deputado estadual Faissal Calil (PV) para corte de gastos na máquina pública. Em março deste ano, o deputado apresentou, na Assembleia Legislativa de Mato Grosso, a proposta de instalação de sistemas de geração distribuída de energia solar fotovoltaica nos prédios de órgãos públicos do estado.

Devido à crescente tendência no uso da energia solar e sua importante redução dos custos e no impacto ambiental, Calil solicitou, em junho deste ano, uma disponibilização da cópia do contrato de fornecimento de energia elétrica firmado pela Assembleia Legislativa junto à concessionária Energisa.

Segundo ele, a troca das lâmpadas da casa pelas de LEDs economizaria cerca de 30% na energia elétrica da casa, que hoje é de R$ 250 mil por mês. “Também temos condições de fazer um estacionamento aqui na ALMT (Assembleia Legislativa de Mato Grosso) com garagens cobertas por placas de energia fotovoltaica e essas placas produzem uma energia renovável que não agride o meio ambiente, tal como acontece hoje em dia na Justiça Federal”, conclui Faissal, que aguarda a aprovação de seus requerimentos.

Desde 2016, o Ministério de Minas e Energia possui um sistema de geração distribuída solar instalado no telhado do seu edifício-sede. Por meio da usina, o ministério compensa parte da eletricidade que consome através da sua própria geração. Foram instalados 154 painéis solares e a potência da usina é de 60kWp

Com informações do Portal Solar e Canal Energia
Foto: Agência Brasil


MAIS NOTÍCIAS